Basileia oferece bilhetes de viagem aos sem-abrigo se prometerem não voltar

É A MAIS RECENTE POLÉMICA, NUM PAÍS TAMBÉM CONHECIDO POR TER TOLERÂNCIA ZERO COM OS SEM-ABRIGO

Jéssica Santos


A Suíça ja esteve no centro das atenções com as suas medidas, consideradas pouco éticas, para acabar com a mendicidade nas ruas. Agora, surge um novo plano na cidade de Basileia que está a gerar controvérsia e já foi apelidado de “limpeza das ruas".


Segundo o jornal local 20 Minuten, o serviço de imigração desta cidade está a oferecer aos sem-abrigo vales ferroviários para qualquer destino na Europa, além de 20 francos suíços (18 euros), com uma condição: não podem regressar.

Para que esta promessa seja cumprida, os sem-abrigo têm de assinar um contrato escrito com o governo da Suíça e se o violarem serão deportados do país.



O Le News avança que 31 pessoas já aceitaram a oferta - 14 da Roménia, 7 da Bélgica, 7 da Alemanha, 2 da Itália e 1 de França.


Esta não é a primeira vez que a Suíça dá que falar com as suas medidas para retirar os sem-abrigo das ruas. Em setembro de 2016, o governo do cantão suíço de Vaud aprovou uma lei que proibe as pessoas de mendigar na área.

Em janeiro de 2014, as autoridades em Genebra prenderam uma mulher sem-abrigo por não ter pago uma multa de 500 francos suíços (equivalente a 455 euros), aplicada por estar a mendigar nas ruas.

Esta medida foi até ao Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, que determinou o tratamento dado à mulher como inconsistente e obrigou a cidade a indemnizá-la em 922 euros.


  • Partilha:

Top