Presidente madeirense convida Boris Johnson para passar lua-de-mel na Madeira

MIGUEL ALBUQUERQUE, PRESIDENTE DO GOVERNO REGIONAL DA MADEIRA, ENVIOU UMA CARTA A BORIS JOHNSON COM O CONVITE PARA VISITAR A MADEIRA

Madalena Costa


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, trocou alianças com a sua namorada, Carrie Symonds, no dia 29 de maio, e agora segue-se a sua lua-de-mel.



Se Boris Johnson estiver ainda a pensar ou a planear a viagem, o chefe do executivo madeirense, Miguel Albuquerque, tratou do assunto e lançou-lhe um convite.


Em forma de carta, o presidente do Governo Regional da Madeira convidou o primeiro-ministro britânico para passar a sua lua-de-mal no arquipélago, tendo assegurado que “a ilha é um destino seguro” e até já foi considerado o “destino mais seguro da Europa”.


Nesse mesmo convite, enviado em forma de carta, Miguel Albuquerque relembra o facto de que Margaret Thatcher também escolheu a ilha da Madeira para gozar a sua lua-de-mel, em 1951, e, por isso, são muitos os motivos para Boris Johnson fazer o mesmo.


Há paisagens de cortar a respiração e a gastronomia madeirense deixa qualquer um de água na boca. Além disso, o presidente do Governo Regional da Madeira fez questão de dizer a Boris Johnson que as medidas implementadas demonstraram a "eficácia no controlo da crise pandémica" e sublinhou as "cuidadosas medidas de saúde" e a realização de testes PCR à chegada.


Se motivos ainda faltarem para esta visita, Miguel Albuquerque destacou a certificação do destino Madeira com o "Madeira Safe to Discover Certificate" e recordou que o executivo madeirense implementou o "Corredor Verde", no qual passam os passageiros vacinados ou que já tenham tido a doença Covid-19.


A carta enviada a Boris Johnson deu-se um dia antes da saída de Portugal e das regiões autónomas da Madeira e dos Açores da “lista verde” do Governo Britânico e, até ao momento, não houve resposta ou comentários do primeiro-ministro do Reino Unido.


  • Partilha:

Top