Pai vê-se obrigado a vender o carro para pagar dívida do filho de 7 anos

A CRIANÇA DESCARREGOU CONTEÚDOS PAGOS AO JOGAR UM JOGO DA APP STORE DO IPHONE

Madalena Costa


Se há geração que domina, com poucos anos de vida, a tecnologia é a mais jovem. São cada vez mais as crianças que têm todo um à-vontade a utilizar os telemóveis, computadores e tablets, sem os pais terem tempo e atenção para acompanhar.


Perante tal habilidade que muitas crianças desenvolvem, esta história ganha ainda mais sentido! Certo dia, um menino de sete anos pediu o telemóvel do pai para jogar alguns jogos até que gastou centenas de euros.



Em vez de escolher um jogo totalmente gratuito, o menino, Ashaz, descarregou um que tinha um limite de apenas uma hora grátis. Sem se aperceber, a criança continuou a jogar e acabou por gastar cerca de 1500 euros, na App Store do iPhone.


Ora, o pai apercebeu-se de tudo isto quando recebeu a conta e pensou tratar-se de um esquema de burla. Numa visita rápida ao seu e-mail, Muhammad Mutaza teve a confirmação que não queria ter: tinha cerca de 29 emails com faturas referentes às compras efetuadas pelo filho.


O choque e a surpresa apoderaram-se deste pai que se viu obrigado a vender o carro da família – um Toyota Aygo – para saldar a dívida que o filho criou ao jogar “Dragões: Ascenção de Berk”. O valor da dívida acabou por gastar o plafond do cartão de crédito deste pai e a única solução passou por dizer adeus a um carro.


Com a dívida saldada, o homem acredita que o filho foi vítima de um esquema da Apple para enganar os mais novos, uma vez que diz que a criança foi alegadamente “pressionada” para se manter mais tempo no jogo para não perder.


  • Partilha:

Top