Chineses podem finalmente ter quantos filhos quiserem

É O FIM DE UMA MEDIDA QUE TINHA MAIS DE 40 ANOS


Já imaginaste como seria se em Portugal as famílias só pudessem ter um filho? E as que arriscassem ter mais do que um fossem multadas por isso? Esta é uma medida que pode parecer surreal, mas é uma realidade, e já há muitos anos, na China. Por ser a nação mais populosa do mundo, foram postas em prática, nos finais dos anos 70, medidas severas para controlar a taxa de natalidade.


Desde 1979 até 2013, os chineses que tivessem mais do que um filho eram severamente multados e tinham dificuldades em encontrar emprego. A partir desse ano, estendeu-se o limite para dois filhos e, em maio deste ano, passou para três filhos.


Mas, com a taxa de natalidade em queda e com o rápido envelhecimento da população, a China decidiu, agora, acabar com esta medida. Ao fim de mais de 40 anos, os habitantes da China podem, finalmente, ter quantos filhos quiserem.



Esta medida tem também impacto ao nível da economia do país, que é a segunda maior do mundo, e na mão de obra. Prevê-se que um terço dos chineses seja idoso em 2050, o que aumenta a pressão sobre o estado para fornecer pensões e cuidados de saúde. Por isso, o Governo foi rápido e implacável a tomar uma decisão. A China corria o risco de ficar estagnada e deu-se finalmente o passo necessário para dar continuidade às gerações.


Com o término desta medida, a China quer também melhorar os sistemas de licença de maternidade e de acolhimento de crianças.


  • Partilha:

Top