Centenas de bicicletas vandalizadas em Lisboa em apenas 15 dias

OS DANOS CUSTAM CERCA DE 200 EUROS POR BICICLETA AOS LISBOETAS

Jéssica Santos


Ver trotinetes ou bicicletas no chão é uma realidade a que os lisboetas já se habituaram, mas que se tem intensificado nos últimos meses. Várias bicicletas da rede GIRA têm sido alvo de vários atos de vandalismo. Desde estragos nas próprias bicicletas a roubos, em apenas 15 dias, registaram-se, segunda a Lusa, 100 ocorrências.


Este tipo de ataques têm gerado perturbações no bom funcionamento deste serviço, danos no património da cidade de Lisboa e um prejuízo na ordem dos 20 mil euros para os cofres públicos.

As estações que têm sido alvo de mais vandalismo são as que se situam na Gare do Oriente, Centro Comercial Vasco da Gama, Praça do Município, Terminal de Cruzeiros, Largo Frei Heitor Pinto, Rua do Arco Cego, Avenida 5 de Outubro e Avenida da Igreja.

Este é um problema que está a ser acompanhado pela EMEL, que tem reforçado a vigilância e apela à especial atenção de utilizadores e utilizadoras da GIRA para estas situações. Estima-se que este tipo de vandalismo custa cerca de 200 euros por bicicleta aos lisboetas.


  • Partilha:

Top