Portugal é um dos países menos generosos do mundo

NO ESTUDO DO WORLD GIVING INDEX, PORTUGAL OCUPA A 88.ª POSIÇÃO DA TABELA E É UM DOS PAÍSES MENOS GENEROSOS DO MUNDO


Qual foi a última vez que foste generoso com alguém? Ajudar alguém a atravessar a rua, fazer uma doação a uma instituição ou voluntariado? São tantas as formas simples de se ser generoso e de marcar de forma diferente o dia de alguém que, por vezes, esses pequenos, mas simbólicos atos ficam esquecidos.


Tal como em tudo, existem pessoas mais generosas do que outras e a prova está no estudo do World Giving Index do Charities Aid Foundation (CAF), que compilou os resultados de mais de um milhão de entrevistas realizadas entre 2009 e 2018 sobre as atitudes de solidariedade realizadas pelos cidadãos.


O estudo avaliou a generosidade dos cidadãos de 126 países e o resultado mostra que Portugal é um dos menos generosos do mundo, ocupando o 88.º lugar. Para chegar a esta conclusão, o estudo teve por base a percentagem da população que ajudou um estranho, que doou dinheiro a uma instituição de caridade ou que praticou voluntariado.



No que toca aos portugueses, apenas 14% respondeu que praticou voluntariado em alguma organização no último mês, 20% afirmou que doou dinheiro a uma instituição e 42% disse ter ajudado um estranho ou alguém que precisava de ajuda.


Se Portugal está no 88.º lugar do estudo, quem é que ocupa o pódio? Ora, a população dos Estados Unidos é considerada a mais generosa e solidária do mundo, seguindo-se Myanmar, em 2.º lugar, e Nova Zelândia, em 3.º lugar. No fundo da tabela, está a China, que é, de acordo com o World Giving Index, o país menos generoso do mundo.


É verdade que são notícias pouco animadoras para os portugueses, mas, tal como diz o ditado popular, continua sempre a “fazer o bem sem olhar a quem”.


  • Partilha:

Top