Clube português iguala o número de jogadores quando o rival entra em campo só com 6

ESTA NÃO É A PRIMEIRA VEZ QUE UM CLUBE PORTUGUÊS TEM ESTE GESTO

Jéssica Santos


Um campo de futebol divide adversários, mas isso não invalida a entreajuda e fairplay que possa existir no jogo. Foi o que aconteceu no passado sábado dia 13 entre o Clube Bougadense e o Futebol Clube Romariz. A equipa de Infantis do Clube Bougadense viu-se obrigado a ir a jogo com apenas seis atletas, situação que não deixou os adversários indiferentes.


Quando o Futebol Clube Romariz se apercebeu que a outra equipa estava reduzida, decidiu igualar o número de jogadores em campo, de forma a proporcionar um jogo equilibrado. Este gesto valeu ao Futebol Clube Romariz um cartão branco do árbitro, que decidiu assinalar o fair-play.


O Clube Bougadense também não esquece o momento e partilhou a história na sua página de Facebook, agradecendo a atitude. "São estes os valores que movem o desporto de formação e sem dúvida que o Futebol Clube Romariz merece ser valorizado pelo sucessido."



Esta não é a primeira vez que um clube português tem este gesto. No mês passado, o jogo de sub-15 entre o GD Mangualde e o GDCRS Vila Silgueirosa também foi o palco de um momento semelhante. O GDCRS Vila Silgueiros entrou em campo com apenas dez jogadores e a equipa técnica do Mangualde, assim que percebeu, decidiu fazer o mesmo e prescindiu de um jogador.


  • Partilha:

Artigos Recomendados
Top