O site da RFM utiliza cookies. Ao navegar está a concordar com a sua utilização.
Saiba mais sobre o uso de cookies.Fechar

Hardwell emociona-se e chora em tributo a Avicii

A indústria da música e muitos, muitos fãs continuam de luto pelo DJ e produtor sueco Avicii, que morreu no dia 20 de abril, aos 28 anos.

Um pouco por todo o mundo têm surgido tributos de DJs e músicos que, como todos nós, ficaram chocados com o desaparecimento de Avicii.

Um desses tributos veio de Hardwell. Este fim de semana, durante a sua actuação no Koningsdag, Hardwell emocionou-se ao incluir no seu set “Wake Me Up”.



Hardwell não foi o único a emocionar-se enquanto tocava as grandes músicas de Avicii. Em Las Vegas, Don Diablo acabou também por se comover durante o seu set.



Também em Las Vegas, Zedd, outro grande DJ e produtor, também prestou homenagem a Avicii.



Durante um evento de comemoração dos 50 anos de uma cadeira de supermercados holandesa, Martin Garrix também prestou homenagem a Avicii. Antes de tocar música do dj e produtor sueco, Garrix disse "Perdemos uma pessoa extraordinária. Foi um grande amigo meu. Façam barulho para Avicii!”



A morte de Avicii, no passado dia 20 de Abril, apanhou de surpresa toda a comunidade da música de dança eletrónica. Os problemas de saúde da Avicii eram conhecidos do público há vários anos. Sofria de pancreatite aguda. Em 2014, cancelou vários espetáculos para se recuperar, depois de remover a vesícula biliar e o apêndice.

Em março de 2016, decidiu parar com as digressões, mantendo a intenção de continuar a produzir música. “Para mim, era algo que eu tinha que fazer pela minha saúde”, disse Avicii ao The Hollywood Reporter, em 2016. “A cena não era para mim. Não eram os sets, nem a música. Era tudo à volta que era natural para mim. Todas as outras partes de ser um artista. Eu sou uma pessoa introvertida. Sempre foi muito difícil para mim fazer sets ao vivo”.

  • Partilha:

Top