A história inspiradora do guarda-redes que defendeu o penálti de Cristiano

Chama-se Alireza Beiranvand e nasceu em Sarab-e Yas, no Irão. Filho mais velho de um pastor, Alireza ajudava a família, pastando as ovelhas.

A sua paixão pelo futebol era tanta que conseguiu começar a jogar, ainda novo, numa equipa local, mas o pai, que detestava futebol, rasgava-lhe o equipamento impedindo-o de jogar. Dizia que o pequeno Alireza devia trabalhar como pastor.


Então, aos 12 anos resolveu fugiu da família e das montanhas. Mas o destino foi mais forte e na camioneta, em direção a Teerão, conheceu um treinador de um pequeno clube que o deixou mostrar o seu talento, quando chegaram à capital. Só que, sem possibilidade de se sustentar, Alireza viveu nas ruas da cidade de Teerão, como um sem abrigo.


Para sobreviver, o rapaz varreu as ruas da cidade, entregou pizzas, lavou carros e trabalhou numa fábrica. MAS NUNCA DESISTIU DO SEU SONHO!

Só em 2015, foi chamado pelo treinador Carlos Queiroz para integrar a seleção do seu país, como guarda-redes.


 


Há histórias inspiradoras! E há sonhos que se concretizam pela coragem, pela persistência, pela paixão e pela convicção.


A história de Alireza Beiranvand é certamente uma delas.

  • Partilha:

Top