Depois de Lisboa, o Eurofestival vai ser em Telavive

Está confirmado! O próximo festival Eurovisão da Canção será em Telavive, a capital oficial de Israel, no dia 18 de maio!
No site da Eurovisão foram também anunciadas as datas das eliminatórias (14 e 16 de maio).

As dúvidas, agora dissipadas, começaram assim que Toy, a música apresentada por Israel foi considerada a vencedora do festival deste ano realizado em Lisboa. A intérprete Netta Barzilai e o primeiro ministro israelita Benjamin Netanyahu, anunciaram logo que Jerusalém receberia o concurso mas Jerusalém não é reconhecida internacionalmente como a capital de Israel e isso suscitou muitas dúvidas.

Vê aqui a interpretação de Netta Barzilai, que venceu o festival Eurovisão da Canção em Lisboa.


A proclamação de Netta e de Netanyahu sobre o Eurovisão de 2019 deixou um travo amargo nos políticos do mundo, especialmente na União Europeia, que se opôs à decisão dos Estados Unidos, que semanas depois do Festival, proclamou Jerusalém como a capital de Israel. "Na área da cultura, muitas bandas e artistas cancelaram concertos em Israel, opondo-se às políticas de Netanyahu e ao aperto humanitário na Faixa de Gaza pelo exército israelita. Muitos artistas internacionais pediram o boicote ao festival, incluindo Brian Eno e Alain Platel e, em Portugal, o realizador António Pedro-Vasconcelos e José Luis Peixoto juntaram-se às vozes contra a realização do Eurovisão em Israel" (ver mais aqui).

Netta ganhou a edição de 2019 em Lisboa, sucedendo a Salvador Sobral. A música "Toy" ganhou através dos votos populares, e foi considerada como uma música poderosa para o movimento #MeToo, e um hino pela liberdade feminina no Médio Oriente.

  • Partilha:

Top