Os Russos colocavam sapos no leite e tinham razão!


Diz-se que o Dia do Leite foi criado para comemorar a primeira vez que o leite foi entregue em garrafas de vidro. No entanto, hoje em dia celebram-se todas as maravilhas do leite, incluindo estas 4 curiosidades que ainda não conheces!


1- Os agricultores que dão nomes às vacas produzem mais 258 litros de leite do que aqueles que não dão.

Os Professores Catherine Douglas e Peter Rowlinson mostraram que, ao dar nome a uma vaca e ao tratá-la como um indivíduo, os agricultores podem aumentar a produção anual de leite em quase 500 litros.



O estudo, publicado na revista online Anthrozzos, descobriu que nas quintas onde as vacas são chamadas pelo nome, a produção do leite é maior do que em quintas onde o gado não tem nome!



"Assim como as pessoas respondem melhor ao toque das pessoas, as vacas também se sentem mais felizes e relaxadas quando recebem atenção individual." Explica Douglas que trabalha na Escola de Agricultura da Universidade de Newcastle.


2 - Colocar um sapo num balde de leite era uma antiga maneira russa de impedir que o leite ficasse azedo.

Ninguém gosta de ser confrontado com um sapo por mais pequeno que ele seja! Então imaginem, beber um copo de leite, sabendo que um anfíbio por lá tomava um banho hidratante minutos antes! Parece mentira, não é?



Mas no final de contas, os Russos sabiam o que estavam a fazer! Em 2010, alguns cientistas da universidade dos Emirados Árabes anunciaram que a pele de algumas rãs soltava uma secreção com poderosas propriedades antibacterianas.



3 - O leite é um alimento único!

É verdade, o leite tem uma riqueza nutricional inigualável que oferece inúmeros nutrientes indispensáveis ao nosso organismo: proteínas de alto valor biológico, hidratos de carbono, lípidos, vitaminas, cálcio e outros minerais.



4 - 2,1 bilhões de litros de leite são consumidos todos os dias em todo o mundo.

O suficiente para encher 813 piscinas olímpicas!


  • Partilha:

Top