Zé Pedro deu nome a avião da TAP


Não sou o único a olhar o céu”, cantam os Xutos e Pontapés e foi certamente esta letra de Zé Pedro, para um dos maiores sucessos da banda que inspirou a TAP Air Portugal a dar o nome do guitarrista dos Xutos que nos deixou a 30 de Novembro de 2017, a um dos seus aviões.



A Transportadora Aérea Portuguesa deu, dia 8 de fevereiro de 2019, o nome do guitarrista a um Airbus A321neo …. e “o céu azul brilhará...já brilha”!

Este novo avião tem ainda o “X", símbolo dos Xutos e Pontapés. Dias depois de terem comemorado 40 anos de vida com a edição do novo album "Duro", em que Zé Pedro ainda participou, os Xutos continuam assim a voar bem alto, com a ajuda do seu carismático guitarrista.



A cerimónia de batismo do avião Zé Pedro realizou-se num dos hangares da TAP, em Lisboa com a presença dos Xutos e Pontapés, da família de Zé Pedro e de outros convidados especiais.

Tudo aconteceu ao som da música “Não sou o único” incluída no album "Circo de Feras", dos Xutos em 1987 e também popularizada, em versão acústica pela Resistência em 1992.



Antes de Zé Pedro outros músicos portugueses como Luís de Freitas Branco, Guilhermina Suggia, Luísa Todi e Amália Rodrigues já tinham dado nome a avisões da TAP mas o guitarrista dos Xutos é o primeiro musico de rock desta lista que inclui também grandes nomes portugueses das artes e do desporto como Luís de Camões, Gil Vicente, Fernando Pessoa, José Saramago, Júlio Pomar,Manoel de Oliveira, Malangatana, e Eusébio


Não Sou o Único - Xutos & Pontapés

Pensas que eu sou um caso isolado

Não sou o único a olhar o céu
A ver os sonhos partirem
À espera que algo aconteça
A despejar a minha raiva
A viver as emoções
A desejar o que não tive
Agarrado ás tentações
E quando as nuvens partirem
O céu azul brilhará
E quando as trevas abrirem
Vais ver, o sol brilhará
Vais ver, o sol brilhará
Não, não sou o único
Não, sou o único a olhar o céu
Não, não sou o único
Não, sou o único a olhar o céu
Pensas que eu sou um caso isolado
Não sou o único a olhar o céu
A ouvir os conselhos dos outros
E sempre a cair nos buracos
A desejar o que não tive
Agarrado ao que não tenho
Não, não sou o único
Não sou o único a olhar o céu

  • Partilha:

Top