Papa Francisco, olha por nós!

EM DIA DO PAPA E DE SÃO PEDRO, PEDIMOS AO PAPA FRANCISCO QUE OLHE POR NÓS

Ana Margarida Oliveira


Hoje é dia do Papa e dia de São Pedro


Obrigado, Papa Francisco!

“Estamos todos no mesmo barco. É o tempo de reajustar a vida. Só o conseguiremos juntos.”
Estas palavras do Papa Francisco continuam nas nossas cabeças e no nosso coração e hoje, dia do Papa e dia de São Pedro, faz mais uma vez sentido recordá-las e agradecer, de novo e sempre, ao Papa Francisco por olhar e por rezar por nós.



Papa Francisco

No 13 de março de 2013, saiu fumo branco da chaminé, na Praça de São Pedro, e Jorge Mario Bergoglio foi eleito o primeiro Papa não-europeu e também o primeiro Papa jesuíta. Escolheu chamar-se apenas Francisco inspirado em São Francisco de Assis, "o homem da pobreza, o homem da paz, o homem que ama e guarda a criação."
O Papa que "veio quase do fim do mundo", nas suas palavras, continua a conquistar o coração dos crentes e dos não crentes.

Jorge Mario Bergoglio nasceu em Buenos Aires, na Argentina, em 1936 e é o mais velho de cinco filhos. Estudou engenharia química e, em 1958, entrou para o seminário, fez o noviciado na Companhia de Jesus e, em 1969, foi ordenado sacerdote. Quatro anos depois, em 1973, passou a Provincial dos jesuítas da Argentina e a 28 de fevereiro de 1998 foi nomeado arcebispo de Buenos Aires.
O Papa João Paulo II nomeou-o cardeal a 21 de fevereiro de 2001.

Em 2013, após a renúncia do Papa Bento XVI, foi a Roma para o Conclave e, a 13 de março, foi eleito Papa.

O Papa Francisco esteve em Portugal, em Fátima, a 13 de Maio de 2017.




Dia de São Pedro

Hoje é dia de São Pedro, considerado o primeiro Papa.

Quem foi São Pedro?


Pedro nasceu em Betsaida, na Galileia, no século I a.C. e morreu em Roma, possivelmente no ano 67 d.C.
Era pescador e o seu nome original era Simão, mas Jesus chamou-lhe Cefas (Rocha, do grego Petros) e disse-lhe “Tu és Pedro, e sobre esta Pedra edificarei a minha Igreja” (Mateus 16:18).
Ao seguir Jesus, Pedro largou a sua vida de pescador de peixes e tornou-se pescador de homens e foi um dos doze apóstolos. Após a ressurreição de Jesus, Pedro continuou a sua missão: espalhar a palavra de Cristo e erguer a Sua Igreja.


Foi para Roma durante o reinado do Imperador Nero, onde passou a viver e, nesta cidade, fundou a comunidade cristã, a base da Igreja Católica Romana. Foi crucificado por ordem de Nero, crê-se que no dia 29 de junho, na Colina Vaticana.

Pedro foi crucificado de cabeça para baixo, segundo o seu desejo, pois não considerava digno morrer como o seu mestre Jesus.



Basílica de São Pedro, no Vaticano


Constantino, o primeiro imperador cristão, permitiu, no ano 316, que o bispo Silvestre I erguesse no local, onde estava a sepultura de São Pedro, um templo. As obras duraram muitos anos, até 349 e esta primeira Basílica de São Pedro acabou por ser danificada e destruída.

Só em 1506, o Papa Júlio II começou, então, a reconstrução da antiga Basílica. De início, a sua intenção era conservar o edifício antigo, mas um novo projeto demoveu-o dessa ideia e acabou por autorizar a demolição e construir a nova Igreja. O altar original seria preservado.

A nova Basílica de São Pedro só foi concluída em 1626.

Hoje, no dia do Papa e no dia de São Pedro, sabemos, mais do que nunca, por tudo o que temos passado nestes últimos meses, que "estamos todos no mesmo barco e que só o conseguiremos juntos.”



´

Papa Francisco, olha por todos nós!


  • Partilha:

Top