Produtora do “Dia de Cristina” obrigada a escolher entre a TVI e a SIC

A CORAL EUROPA, PRODUTORA DO "DIA DE CRISTINA", FOI OBRIGADA A ESCOLHER ENTRE TRABALHAR PARA AS MANHÃS DA TVI OU DA SIC

Madalena Costa


Nos últimos dias, Cristina Ferreira tem feito algumas declarações sobre o momento em que esteve em isolamento profilático, depois de ter tido contacto com Bárbara Bandeira, que testou positivo à Covid-19.


Durante os 14 dias em que a apresentadora não colocou o “Dia de Cristina” no ar, surgiram notícias sobre o abandono da equipa de produção do programa. E, agora, soube-se a razão.


Tal como o Jornal de Notícias apurou, a produtora responsável, a Coral Europa, foi obrigada a escolher entre trabalhar para o "Dia de Cristina", na TVI, ou para a "Casa Feliz", na SIC.



Os dois formatos acontecem nas manhãs dos canais de Queluz de Baixo e de Carnaxide e a produtora foi obrigada a decidir entre um deles apenas.


“Para evitar conflitos de interesses e garantir a exclusividade, foi preciso fazer uma opção" explicou uma fonte ao JN.


Nos próximos dias, os profissionais da Coral Europa vão passar a trabalhar somente com João Baião e Diana Chaves, na “Casa Feliz”.


No programa “Você na TV”, Cristina Ferreira negou que a equipa de produção tivesse saído por exigências suas, numa conversa com Manuel Luís Goucha.


“Quando há uma produtora externa, como é o caso do "Dia de Cristina", as pessoas que lá trabalham são afetas a essa produtora. É a produtora que manda quais são as pessoas que ficam ou que não ficam", explicou, acrescentando que "as pessoas não estão mal, não querem ir embora, não têm medo da Cristina, nem ela é a mazinha de serviço".


O “Dia de Cristina” vai voltar à antena esta terça-feira, mas conta já com a perda da equipa de produção e ainda do diretor de produção, André Manso, que está infetado com Covid-19, e de João Patrício, que está em isolamento profilático.


  • Partilha:

Top