SIC e TVI mostram-se contra a proibição das chamadas de valor acrescentado

A PROVEDORA DA JUSTIÇA PEDE O FIM DOS CONCURSOS COM CHAMADAS DE VALOR ACRESCENTADO, MAS A SIC E A TVI ESTÃO CONTRA

Madalena Costa


Há poucos dias, soube-se que os concursos com chamadas de valor acrescentado poderiam estar perto de chegar ao fim. A possibilidade colocou-se em cima da mesa depois de a Provedora da Justiça, Maria Lúcia Amaral, ter enviado uma recomendação ao Governo, que pedia o fim dos concursos televisivos que utilizam números de telefone com valor acrescentado.


Só que, recentemente, a SIC e a TVI manifestaram-se sobre esta possível decisão do Governo. Os dois canais concorrentes mostraram-se preocupados, uma vez que as chamadas de valor acrescentando, presentes em variados programas e concursos de televisão, são uma fonte de rendimento.



Em comunicado conjunto, a SIC e a TVI referem que “a proibição da realização dos concursos televisivos que recorrem à utilização de chamadas para os números da gama 760-761, tal como proposto pela Provedora de Justiça, em plena pandemia e crise económica e social, teria um forte impacto sobre os operadores televisivos SIC e TVI e sobre outros elementos da cadeia de valor, tal como um consequente aumento na precariedade em todo o setor do audiovisual, provocando ainda uma queda significativa em receitas fiscais para o Estado.”


No mesmo comunicado, as duas estações de televisão criticam a recomendação da Provedora da Justiça, dizendo que “carece de fundamentação, não se baseia em elementos técnicos objetivos e omite o facto de os operadores de televisão cumprirem com o quadro legal aplicável a esta atividade.”


Para além disso, a SIC e a TVI referem ainda que as chamadas de valor acrescentado, com os prefixos de 760 ou 761, são utilizadas “para campanhas de sensibilização e de angariação de receitas para fins de interesse público e de solidariedade, sem qualquer ganho para os canais de televisão”.


Por agora, o Governo ainda não emitiu nenhuma resposta ou decisão sobre o sucedido, pelo que não se sabe se a recomendação da Provedora da Justiça, que tem como objetivo proteger os idosos, crianças e outros grupos vulneráveis expostos a este tipo de chamadas, pode ou não avançar.


  • Partilha:

Artigos Recomendados
Vhils faz escultura espetacula...Vhils faz escultura espetacular em homenagem a José SaramagoVHILS HOMENAGEOU JOSÉ SARAMAGO EM OBRA DE ARTE GRANDIOSA ESCULPIDA NA PEDRA, JUNTO AO MARmaisGaia substitui habitual praça ...Gaia substitui habitual praça de Natal por vouchers a gastar no comércio localOS VOUCHERS SERÃO DISTRIBUÍDOS A MAIS DE DOIS MIL FUNCIONÁRIOS CAMARÁRIOSmaisBola de fogo a grande velocida...Bola de fogo a grande velocidade é avistada nos céus de PortugalUM PROJETO CIENTÍFICO ESPANHOL OBSERVOU UMA BOLA DE FOGO A GRANDE VELOCIDADE NO SUL DE ESPANHA E DE PORTUGALmaisProfissionais de saúde agradec...Profissionais de saúde agradecem o contributo dos portugueses na luta contra a Covid-19VÁRIOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE AGRADECEM OS ESFORÇOS DEMONSTRADOS PARA TRAVAR A PANDEMIA NO NOSSO PAÍS ATRAVÉS DE UM VÍDEO PUBLICADO NAS REDES SOCIAISmaisFrederico Varandas volta ao Ex...Frederico Varandas volta ao Exército para ajudar na luta contra a Covid-19FREDERICO VARANDAS VAI CONCILIAR AS FUNÇÕES DE MÉDICO COM AS DE PRESIDENTE DO SPORTINGmaisEx-mulher de Phil Collins acus...Ex-mulher de Phil Collins acusa-o de não tomar banhoNO ÂMBITO DE UM PROCESSO JUDICIAL, A EX-MULHER DE PHIL COLLINS PROFERIU VÁRIAS ACUSAÇÕES INSÓLITAS QUE ESTÃO A DAR QUE FALARmaisVem aí um novo “Sozinho em Casa”Vem aí um novo “Sozinho em Casa”A DISNEY QUER FAZER UMA NOVA VERSÃO DE “SOZINHO EM CASA”maisFilomena Cautela defende Ljubo...Filomena Cautela defende Ljubomir Stanisic: “Mais português do que grande parte dos portugueses”O CONHECIDO CHEF PARTICIPOU NAS MANIFESTAÇÕES CONTRA AS MEDIDAS RESTRITIVAS IMPOSTAS PELO GOVERNO E ESTÁ A SER ALVO DE GRANDES CRÍTICASmaisVídeo passado em 2070 sobre o ...Vídeo passado em 2070 sobre o “corona-ano” de 2020 está a dar que falarTRATA-SE DE UMA CAMPANHA ALEMÃ COM O OBJETIVO DE MANTER OS JOVENS DENTRO DE CASA, A HISTÓRIA PASSA-SE EM 2070 E ESTÁ “MEXER” NAS REDES SOCIAISmais
Top