Será que os pais têm mesmo um filho preferido?

MUITOS PAIS DESMENTEM QUE TÊM UM FILHO PREFERIDO, MAS HÁ VÁRIOS ESTUDOS QUE DIZEM O CONTRÁRIO

Madalena Costa


Muitos pais garantem que não têm um filho preferido e que gostam de todos por igual, mas será mesmo assim?


Quando questionados por um ou mais filhos, a resposta tende a ser sempre a mesma: “Gosto de todos por igual”, mas vários estudos e sociólogos contrariam essa informação.


A verdade é que os pais têm, sim, uma preferência entre os filhos, mas isso não quer dizer que escolhem um em detrimento de outro.


A grande maioria das mães e dos pais não o diz diretamente às crianças, mas quando questionados diretamente por uma outra pessoa, afirmam que “há um filho de quem estão mais próximos, em quem preferem confiar”, disse Jill Suitor, professora de sociologia da Universidade Purdue, no Indiana, EUA, ao programa de televisão “Today”.


Isto quer dizer que os pais se aproximam mais rapidamente de um filho com o qual tenham interesses comuns e traços de personalidade parecidos, uma vez que, na realidade, as crianças não são todas iguais.



“É muito mais provável que os pais estejam mais próximos das crianças, por exemplo, que se esforçam por ser simpáticas para eles, que parecem muito preocupadas com a família e que ajudam os seus irmãos” revelou Jill Suitor, professora de sociologia da Universidade Purdue, que está a analisar milhares de famílias para um estudo que está a desenvolver sobre este tema.


É verdade que existe uma preferência por um filho devido a uma empatia que se tem por um deles, mas esta pode ser uma tendência que não se verifica em todas as famílias. Na realidade, uma família com amor repartido de igual forma por todos não deixa margem para dúvidas ou questões!


Dizem que o coração dos pais não se divide, expande-se, e é bem verdade!


  • Partilha:

Top