Vê aqui pequenos passos que podes dar rumo a um planeta mais sustentável

São pequenos passos que todos podemos fazer que fazem grandes diferenças rumo a um planeta mais sustentável


Todos estamos alerta para o impacto que as nossas vidas têm nas alterações climáticas. Por isso, temos que, cada vez mais, adotar hábitos responsáveis e cuidar do ambiente, para que a qualidade de vida, de todos, seja a melhor.

E cuidar do ambiente é algo tão simples como dar pequenos passos no dia a dia que fazem toda a diferença.


Antes de irmos a estes pequenos passos, convém começar por perceber algumas coisas:

- Sabias que o tempo médio de vida dum computador é de 2 anos e que os telemóveis são atualizados de poucos em poucos meses?

- Ou que 75% do petróleo e seus derivados são consumidos pelo setor automóvel? E que Portugal é um dos países com maior responsabilidade nesta área, pois é o segundo país da União Europeia onde mais se usa o carro em viagens longas?

- E que um em cada três alimentos, produzidos no mundo, acabam no lixo?

- Ou que, em todo o mundo, se consome cerca de 80 mil milhões de peças de roupa por ano? E que são necessários cerca de 10 mil litros de água para produzir um conjunto básico de roupa, o que equivale a cerca de 2 mil garrafões de água?

Estes são alguns exemplos de comportamentos que têm contribuído para as alterações climáticas.


Mas há boas notícias. E as boas notícias é que tu podes contribuir para inverter esta situação. Tal como já referimos, dando pequenos passos, no dia a dia, que fazem toda a diferença.


Tecnologias

Começa por pensar se precisas, realmente, de trocar o teu computador ou o teu telemóvel com a frequência com que saem novos modelos. Antes de o fazeres, percebe se, como utilizador, precisas mesmo dos upgrades que os novos modelos trazem. Se calhar, não precisas assim tanto. E quando se avariam, em vez de pensares em trocar, pode mesmo compensar recuperares o equipamento. Ao ambiente compensa garantidamente e, provavelmente, à tua carteira também.


CO2

Já referimos que Portugal é o segundo país da União Europeia que mais usa carro em viagens longas.

Antes de qualquer viagem (mais ou menos longa) pensa se tens mesmo necessidade de levar o carro. Às vezes, o percurso que estás a pensar fazer, pode ser feito a pé. Evitas produção de CO2, poupas na carteira e ainda fazes exercício, fundamental para promoção da saúde.

Se não der para fazer a pé, porque não ir de bicicleta ou de transportes públicos? As duas hipóteses poupam o ambiente e a carteira… e também te ajudam a fazer exercício. Olha que entrar e sair dos transportes públicos faz-te mexer mais que entrar e sair do carro.

Se nenhuma das alternativas anteriores é uma possibilidade, pensa em partilhar viagens de carro com colegas, amigos, vizinhos e pensa se não será mais viável começares a equacionar optar por um carro mais amigo do ambiente.


Desperdício alimentar

Se comprares apensas o que consomes, haverá necessidade de produzir menos alimentos, o que poupa recursos ao planeta.

- Compra em menores quantidades e com mais frequência;

- Opta por legumes e frutas que estejam mais maduros. Se todos optarmos pelos que estão menos maduros, os que estão mais maduros acabarão por ir para o lixo, e sem necessidade;

- E como todos merecemos uma refeição fora, de vez em quando, no restaurante, se perceberes que as doses são muito grandes, divide doses com os teus companheiros de refeição. Peçam menos doses e partilhem entre todos.

- Independentemente da quantidade que pedirem, se sobrar comida, levem para casa. É menos uma refeição que cada um confeciona e menos desperdício alimentar para o planeta.


Roupa

Estás a pensar: até na roupa podemos ser mais sustentáveis? A resposta é: sim.

Se são necessários 10 mil litros de água para produzir um conjunto básico de roupa, e se a água é um recurso escasso, faz sentido começar a reutilizar roupa.

Em vez de deitares fora, remenda, renova, adapta. Podes ficar com peças completamente diferentes só por reutilizares ou adaptares o que já tens.

Outra possibilidade, é comprares peças em segunda mão. Encontras peças em bom estado, perfeitamente atuais e que também te ajudam a poupar na carteira.

Sempre tenhas de comprar roupa, nova ou em segunda mão, opta por peças feitas com fibras recicladas ou naturais, que têm baixo impacto no ambiente. É o caso do algodão orgânico ou do linho. Também é importante que estejas atento ao facto de serem roupas com certificação ecológica e socialmente responsáveis.



 


Acima de tudo, em todos os passos que dês, pensa no impacto ambiental. Pequenos passos que dês rumo a um ambiente melhor, multiplicados por muitas pessoas, vão traduzir-se num planeta melhor para todos.

Dá pequenos passos e faz a diferença. Estas são algumas sugestões da FEC – Fundação Fé e Cooperação que te podem ajudar a fazer a diferença, no combate às alterações climáticas. Passa em fecongd.org e descobre mais pequenos passos que vão fazer a diferença.


  • Partilha:

Top