Em Espanha, os jovens vão receber 250 euros por mês para sair de casa dos pais

TRATA-SE DE UM ABONO, QUE VAI TER A DURAÇÃO DE DOIS ANOS, E QUE QUER AJUDAR OS JOVENS A SAÍREM DE CASA DOS PAIS

Jéssica Santos


Hoje em dia, sair de casa dos pais é um passo que nem todos conseguem dar. As rendas exuberantes e os salários pouco chorudos dão pouca margem de manobra para os jovens partirem para uma nova fase da vida. Esta é uma realidade que não se fixa apenas em Portugal, estende-se a outros países, como Espanha. Por isso, o Governo espanhol está a avançar com algumas medidas para ajudar os jovens a saírem de casa dos pais.


O chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, anunciou a criação de um abono mensal de 250 euros para os jovens entre 18 e 35 anos e com rendimentos inferiores a 23 725 euros anuais. Esta medida estará em vigor durante dois anos e, para as famílias mais vuneráveis, há ainda a possibilidade de complementar, com este abono, ajudas de aluguer de até 40% do valor.

O objetivo do governo é tornar a idade de emancipação o mais próxima da média europeia, que é de 26 anos.



E há mais. Pedro Sánchez criou a lei da habitação que vai obrigar os proprietários com 10 ou mais propriedades residenciais a baixarem as rendas.


Um outro abono que está a dar que falar é o abono cultural para os jovens que atingiram a maioridade, no valor de 400 euros. Segundo o El Mundo, este abono destina-se à compra de livros ou consumo de qualquer tipo de atividade artística ou cénica. Esta foi uma forma que o Governo espanhol encontrou de não só dar alguma liberdade aos jovens de 18 anos, mas também de apoiar a cultura que, à semelhança dos outros países, também sofreu e muito com a pandemia.


  • Partilha:

Top