O português que descobriu a canela foi...

Foi de facto um português que descobriu a origem da Canela!

Falamos dela, porque o Natal está aí e quase todos os doces de Natal a têm! E não é por acaso! A canela tem tantos benefícios para a saúde que faz todo o sentido estarem presentes nos extremamente nutritivos, calóricos e potentes doces de Natal.


Porquê? Porque a canela ajuda a controlar o açúcar no organismo e ainda o colesterol, entre outras grandes propriedades saudáveis. Dado que o Natal acontece no inverno e as constipações abundam também por esta altura, a canela auxilia igualmente a prevenir os ditos resfriados.


Antes de vermos que benefícios são estes, temos de referir que foi um português que descobriu a origem da canela! Com esta proeza, o monopólio do comércio da canela, caríssima na Europa, passou a ser de Portugal.


A canela era muito cara, valendo mais do que o ouro ou a prata, porque era muito difícil de obter. Aliás ninguém sabia bem de onde vinha, porque os comerciantes árabes simplesmente não divulgavam onde a iam buscar para que, desta forma, não perdessem a exclusividade da venda da canela bem como de todas as outras especiarias.


Sucede que foi um português a descobrir a origem da canela!!

Em 1506, Lourenço de Almeida, filho de Francisco de Almeida, 1º vice-rei da Índia, foi dar à ilha do Ceilão e encontrou a canela!



Apesar da caneleira ter um fruto, a canela é obtida a partir do interior da casca de árvores do género Cinnamomum (família Lauraceae), originárias do Ceilão, atual Sri Lanka (a mítica Taprobana de «Os Lusíadas»).

Ainda hoje, existem grandes plantações de canela nas planícies a sul de Colombo, a capital financeira e económica do Sri Lanka.



Os pauzinhos, que usamos para dar sabor a doces e a bebidas, ou o pó, que pomos em pasteis de nata, no arroz doce e em tantas outras sobremesas ou até em pratos de carne e peixe, foram, durante séculos, utilizados para curar maleitas e achaques. Isto porque a canela tem várias qualidades medicinais.

Ajuda a controlar o açúcar no organismo
A canela ajuda a capacidade das células reagirem à insulina, reduz a glicemia fazendo com que a glicose não se junte no sangue dando origem à gordura.

Acalma as dores dos músculos
Há na canela substâncias anti-inflamatórias que ajudam a impedir as inflamações musculares, aquelas dores que sentimos após o exercício físico.

Ajuda a perder um pouco de peso
A canela dá-nos sensação de satisfação, após as refeições, o que faz com que não tenhamos fome tão depressa. Também ajuda a manter a energia e a concentração.

O coração gosta de canela
A canela ajuda a diminuir a tensão arterial e como contém fibras pode ser um auxílio para o controlo do colesterol.

Fortalece o cabelo
Duas colheres de sopa de canela, meia chávena de azeite quente e um pouco de mel, tudo misturado, resulta numa mistela que ajuda a fortalecer o cabelo. Dizem que, se aplicado uma vez por semana, durante uns 10 minutos, revitaliza o cabelo.

Afasta o mau hálito
A canela é um anti-séptico. Coloca 5 paus de canela num pequeno tacho com água e ferve. Deixa arrefecer e bochecha com este líquido.

Ajuda nas constipações e gripes
Pode ser tomada como um chá quente o que ajuda a expulsar a infeção.


Afasta as traças

Põe paus de canela nos lugares da casa onde tens roupa que possa "interessar" às traças. O cheiro a canela é bom e as traças fogem dele!

Afasta o cheiro a cozinhados

Põe um pau de canela em água ao lume. Quando começar a deitar vapor, apaga e, depois, anda pela casa com o recipiente a deitar o vapor a canela. O cheiro a comida desaparece.


Na comida, a canela fica bem com maçãs, amêndoas, chocolate, laranja, banana, pêra, cenoura, carneiro, arroz, abóbora… e onde a tua criatividade culinária chegar!


Gostas de canela? Conheces outros benefícios desta maravilhosa especiaria? Envia um email para cenasparvas@rfm.pt.


  • Partilha:

Top