Sabes quem foi o ídolo de Tony Carreira?


Tony Carreira revelou recentemente, numa entrevista a Alexandra Tavares-Teles, do Notícias Magazine que gostaria de fazer uma pausa na sua...carreira...para, entre outras coisas, viajar até Israel e visitar a campa do seu ídolo.

Mas quem foi o ídolo de Tony Carreira? Fomos descobrir...

“Com 10 anos o cheguei a França e comecei a ouvir música que me agradava muito. Alguns artistas entusiasmavam-me, principalmente um deles, o Mike Brant, um cantor israelita de muito sucesso que acabaria por cometer suicídio muito jovem, tinha 28 anos. Tornei-me um fã incondicional”

Tony Carreira

Mike Brant era um cantor e compositor israelita que alcançou a fama depois de se mudar para a França. O seu maior sucesso foi "Laisse-moi t'aimer". Em 1975, aos 28 anos Brant suicidou-se.




Mike Brant, cujo verdadeiro nome era Moshe Brand, nasceu a 2 de Fevereiro de 1947, em Nicosia (Chipre), filho um casal judeu de classe média. Os seus pais reuniram-se no final da Segunda Guerra Mundial, na libertação de Auschwitz. A sua mãe foi uma das poucas sobreviventes do holocausto. Mike nasceu num acampamento judeu, na ilha de Chipre, antes de seus pais se mudarem para Israel, onde passou a sua infância. Só disse a primeira palavra aos cinco anos e continuou a ser uma criança bastante contemplativa. Teve contacto com a música aos onze anos e tornou-se no único rapaz do coro da sua igreja. As suas interpretações conquistavam toda a gente e, por isso, o irmão convidou-o para vocalista da sua banda, o que Mike aceitou imediatamente. Com dezassete, anos o seu nome saltou para a ribalta e, de palco em palco, a sua carreira foi crescendo, até chegar ao hotel Hilton em Teerão, onde conheceu a cantora francesa Sylvie Vartan que o convidou a ir para Paris.



Mike Brant chegou a Paris, em 1969, onde se reuniu com os autores que criaram o seu primeiro disco. O seu primeiro album e primeiro sucesso foi “Laisse moi t’aimer" (Deixa-me amar-te). Nos anos anos seguintes Mike continuou a ser um fenómeno de popularidade, graças a sucessos como "Qui Saura?" (Quem será?), "rien q’une larme” (nada que uma Lágrima), "C'est ma prière” (É a Minha Oração).



Mike Brant tornou-se, em França um dos mais populares cantores do início dos anos setenta. No entanto, o seu ar jovem e charmoso trouxe-lhe problemas de assédio por parte das fãs, fazendo com que, em 1974, tentasse o suicídio, saltando do quinto andar do Hotel de la Paix, em Genebra. Mike sobreviveu a esta tentativa e saiu deste episódio apenas com alguns traumatismos cranianos e múltiplas fracturas, mas em 25 de Abril de 1975, ao repetir a façanha,o salto do sexto andar da sua casa, em Paris, foi fatal. Mike Brant deixou órfã muitos fãs e vários discos de sucesso de música francesa.

Tony Carreira foi um desses fãs e é fácil encontrarmos algo da imagem e da sonoridade de Mike Brant no cantor português

Tony nunca esqueceu o músico que o inspirou e agora, nesta pausa que quer fazer na sua... carreira faz questão de, entre outras coisas, visitar Israel, a terra de Mike Brant.


  • Partilha:

Top