Eusébio sempre!

Pantera Negra, Lenda, Ruth... ou simplesmente Eusébio.

Eusébio da Silva Ferreira respondeu por muitos nomes ao longo dos 73 anos que viveu a dar chutos numa bola. De código, por respeito, pelos records, pela fama... os nomes foram sendo dados e conhecidos em todo o mundo.

As homenagens chegaram em vida e depois de lhe dizermos adeus numa cerimónia realizada num Estádio da luz absolutamente cheio para se despedir do craque. Chegaram em forma de aplausos, de livros, de musicais, estátuas, bustos e muito mais.

À semelhança de Amália e, nos últimos anos Ronaldo, Eusébio levou o nome de Portugal e do Benfica a todo o mundo mas na realidade o que o distinguiu desde sempre foi a humildade, o gosto pelo fair play e pelo jogo em si.

Está presente em todas as listas que destacam os maiores portugueses de sempre, juntamente com Amália, que foi muitas vezes companheira de festas e de viagens, como podes ver nesta foto, aqui à saída do avião no Funchal.

Eusébio estará para sempre ligado ao Benfica, onde mesmo depois de ter "arrumado as chuteiras", continuou a trabalhar e a acompanhar os jogos e os jogadores do clube que ajudou a crescer.

E por mais que Cristiano Ronaldo, por estes dias, seja comparado aos feitos do, muitas vezes adversário no mesmo jogo, Leonel Messi, é com os feitos históricos de Eusébio que ele gosta de ser comparado. Vê aqui a foto que o próprio Cristiano colocou há 5 anos no facebook, no dia em que morreu o Pantera Negra:

Mas para homenagear um jogador como o Eusébio, nada melhor do que vermos e revermos o que fazia quando tinha uma bola nos pés:

Nasceu dia 25 de janeiro de 1945 em Maputo e morreu no dia 5 de janeiro de 2014. Faria hoje 77 anos.

  • Partilha:

Top