XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX' width='0' style='display:none;visibility:hidden'>

​Homens carecas são mais bem-sucedidos, inteligentes e masculinos – diz a ciência

Cantava-se numa velha marchinha de carnaval que “é dos carecas que elas gostam mais”. Mesmo que a frase seja verdadeira, não há careca que não tenha experimentado a sua dose de produtos ou tratamentos de revivescimento capital. Eu, careca, me acuso!

Mas agora chegou a prova científica que faltava para provar as virtudes da falta de cabelo. De acordo com um estudo da Universidade da Pensilvânia, os homens carecas costumam ser vistos como mais dominantes e bem-sucedidos.

O estudo, publicado no reputado jornal científico Social Psychological and Personality Science, vem concluir que as mulheres acreditam que os homens calvos são mais masculinos e mais fortes.




No estudo, orientado pelo investigador Albert E. Mannes, os participantes foram expostos a duas fotos de uma mesma pessoa. Na primeira, viam um homem com uma cabeça cheia de cabelo. Na segunda, viam o mesmo homem com o cabelo rapado. Maioritariamente, os participantes do estudo relataram que achavam que os homens carecas eram mais dominantes, maiores e mais fortes.

Atenção rapazes! Há um detalhe importante: a cabeça tem de estar completamente rapada. Calvície parcial não conta.

As boas notícias para os carecas não param por aqui. Um outro estudo, este realizado pela Universidade de Saarland, com mais de 20.000 participantes, concluiu que os carecas são vistos pelas mulheres como mais espertos e inteligentes.

Agora já sabes. Não é só a marchinha de carnaval que diz que é dos carecas que elas gostam mais.

Como podes imaginar, tem havido muitos outros estudos sobre a calvície e a perceção que se faz dela. A maioria deles leva aos mesmos resultados e conclusões. Por tudo isto, se és ou estás a tornar-te careca, estão aqui boas notícias. Não há necessidade de te preocupares. Em breve, colherás os benefícios da calvície. E tudo de acordo com a ciência!

  • Partilha:

Top