A Magia do Harry Potter Também é Portuguesa!


Todos sabemos que Portugal serviu de inspiração para os famosos livros da série Harry Potter. E é a própria J. K. Rowling que nos conta algumas dessas ligações.

Ao escrevê-los, a escritora J. K. Rowling conseguiu encher de magia o imaginário de milhões de pessoas em todo o mundo e foi em Portugal que encontrou inspiração para criar alguns elementos bem conhecidos desta saga.


Sabemos que a autora viveu no Porto, quando estava a escrever o primeiro livro da série “Harry Potter e a Pedra Filosofal”. Talvez por isso sejam tantas as teorias que associam elementos da saga ao nosso país. E a verdade é que algumas são mais do que simples teorias de fãs. Mostramos-te agora 3 teorias sobre Portugal que J. K. Rowling já confirmou.


Na sua conta do Twitter, a autora conta-nos que se inspirou em António de Oliveira Salazar para criar a personagem de Salazar Slytherin, um dos fundadores da escola de magia de Hogwarts, onde estuda o prodigioso Harry Potter.


A segunda é a confirmação da própria autora sobre as mundialmente conhecidas escadas da também famosa livraria Lello, no Porto. Para além de ser considerada uma das livrarias mais bonitas do mundo, Rowling não lhe ficou indiferente.

É a própria que confirma que foi nas escadas portuguesas que se inspirou para criar as escadarias mágicas que existem em Hogwarts. Hoje, a Lello é visitada por pessoas de todo o mundo que não querem perder a oportunidade de conhecer este lugar igualmente mágico.



Por fim, não te vamos contar uma confirmação sobre um elemento da série, mas sim sobre um capítulo inteiro. Fica a saber que foi em Portugal que J. K. escreveu o seu capítulo preferido de “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, o primeiro livro da série.

O capítulo chama-se “O espelho dos Invisíveis” e conta-nos o momento em que Potter descobre um espelho que mostra o desejo mais profundo de quem olha para ele.



Estas teorias já foram confirmadas pela autora que não esconde o seu encanto por Portugal. Na entrevista ao jornal The Guardian, J. K. Rowling conta que se apaixonou pelo Porto e que ainda hoje ama esta cidade. Acrescenta ainda que se encantou pelo fado, um tipo de música melancólica que, nas palavras dela, reflete aquilo que os portugueses são. Sentiu também que os portugueses têm uma tranquilidade e uma amabilidade únicas entre os povos latinos que, até hoje, conheceu.


Quem sabe se não existe muito mais de Portugal nas aventuras de Harry Potter, o feiticeiro mais conhecido do mundo, pelas mãos desta eterna apaixonada pelo Porto.


  • Partilha:

Top