Coronavírus: Tudo aquilo (que pensas) que sabes, mas é mentira

BORRIFAR ÁLCOOL PELO CORPO OU TER MEDO DE RECEBER ENCOMENDAS DA CHINA SOB PENA DE FICAR INFETADO SÃO ALGUNS DOS MITOS QUE SE SABE SOBRE O CORONAVÍRUS

Jéssica Santos
Madalena Costa
Ana Margarida Oliveira


O crescente número de casos de pessoas infetadas com Coronavírus tem levado a um grande alarmismo por parte da população. São várias as estratégias de prevenção que estão a ser divulgadas e que não passam de mitos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) veio ajudar e desmentiu tudo aquilo que pensas que sabes, mas é mentira.


Vamos por partes... Afinal, qual é a diferença entre o Coronavírus e o covid-19?

Segundo a OMS, o Coronavírus é um grupo de vírus, enquanto o covid-19 é o nome da doença.
A OMS aconselha pessoas de todas as idades a tomar medidas de proteção contra o vírus, como, por exemplo, lavar bem as mãos e manter uma distância social de, pelo menos, dois metros.


Já há cura para o Coronavírus?

Até ao momento, não existe nenhum medicamento específico para o tratamento do covid-19. Os esforços centram-se agora em evitar a progressão da doença nos vários países afetados. A OMS promete apresentar nas próximas semanas a melhor solução para combater este vírus.

Quais são os sintomas?

Febre, tosse e dificuldades respiratórias são os principais sintomas de um possível infetado por Coronavírus. As principais manifestações são semelhantes a uma simples gripe. É bom estar atento.

Centremo-nos agora nos mitos que encontrámos...

O Coronavírus pode ser destruído com um secador de mãos?

A OMS já revelou que os secadores de mãos, que estão habitualmente nas casas de banho públicas, não matam o vírus.

Comer alho pode ajudar a prevenir?

Apesar de já circular a ideia de que comer alho é uma boa maneira de manter a distância social (por motivos óbvios), este é um alimento que contém algumas propriedades antimicrobianas. No entanto, nenhuma evidência aponta para que a sua ingestão proteja contra o Coronavírus.

Borrifar álcool ou cloro por todo o corpo pode matar o Coronavírus?

Borrifar estas substâncias pelo corpo todo não vai prevenir que sejas infetado, nem vai curar-te. A única coisa que pode acontecer é ficares com danos na roupa e nas membranas mucosas (como os olhos e a boca).

E o vinagre? Consegue matar o vírus?

Anda a circular nas redes sociais um vídeo que recomenda a utilização de vinagre, em vez de álcool, como forma de tratamento. Tal facto já foi desmentido, uma vez que o álcool ou gel desinfetante são produtos recomendados.

É seguro receber uma carta ou uma encomenda da China?

Receber encomendas da China não vai infetar ou colocar em risco quem as recebe. Sabe-se que o Coronavírus não sobrevive muito tempo em objetos, como cartas ou embalagens.

Uma pessoa pode ser infetada duas vezes pelo Coronavírus?

Não existe ainda uma base científica que sustente que uma pessoa possa ser infetada duas vezes. No entanto, na China e no Japão, houve casos de pessoas já recuperadas que foram novamente diagnosticadas com o vírus. Neste caso, não se exclui a hipótese de que tenha havido falhas no diagnóstico inicial da doença.

Pele negra é mais resistente ao vírus?

Esta informação já foi desmentida. A etnicidade e a genética não têm qualquer influência na recuperação ou proteção do vírus, segundo o Instituto Pasteur Dakar.

O verão vai acabar com o Coronavírus?

A OMS desmentiu esta possibilidade e considera-a “uma falsa esperança”.


Mais algumas informações


As notas e as moedas podem transmitir o Coronavírus?

A veracidade deste facto ainda não está totalmente comprovada, mas a OMS avança que o risco de alguém ficar infetado pelo contacto com objetos, como moedas ou notas, é muito baixo.

As vacinas contra a pneumonia protegem contra o Coronavírus?

A OMS frisa que as vacinas contra a pneumonia não protegem contra o Coronavírus, apesar de a vacinação continuar a ser recomendada para evitar doenças respiratórias.

O Coronavírus pode ser transmitido através de um espirro que pode ir até oito metros de distância?

É verdade que o vírus pode ser transmitido através de tosse e espirros, mas as gotículas respiratórias atingem no máximo um metro de distância, segundo a OMS. É por isso que uma das medidas de prevenção é a distância social até dois metros.

As máscaras podem ser reutilizadas?

As máscaras não devem ser reutilizadas, uma vez que ao estar em contacto com uma pessoa infetada esta ficará contaminada.
Apesar de a utilização da máscara ser um método eficaz na prevenção, não é uma garantia de que não vai ficar infetado.


A Direção Geral de Saúde (DGS) divulgou um vídeo sobre os métodos de prevenção e proteção que devem ser adotados.



Esperamos que esta desmistificação de algumas ideias que por aí circulam te tranquilize. No entanto, não te esqueças de tomar as medidas de prevenção necessárias que têm sido divulgadas pelo SNS, DGS e OMS.


  • Partilha:

Top