ONG pede ao Benfica para deixar de usar águias em jogos e propõe outra solução

A ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL PETA É DEFENSORA DOS DIREITOS DOS ANIMAIS E LANÇA MENSAGEM AO BENFICA: "ÁGUIAS NÃO PERTENCEM A EVENTOS DESPORTIVOS"

Jéssica Santos


O Benfica é dos únicos clubes portugueses que pode ter o seu símbolo em carne e osso nos jogos. Dragões e leões à parte, a águia é passível de estar presente nos momentos importantes do clube. E já é um momento simbólico, antes de cada jogo, o voo pelo campo da águia e que termina num poleiro.

Porém, a organização não governamental defensora dos direitos dos animais, PETA, considera que as "águias simplesmente não pertencem a eventos desportivos" e, por isso, pede ao Benfica, em comunicado partilhado no Twitter, para deixar de ter este animal nos jogos. E como só apontar problemas não traz mudanças, a ONG propõe-se oferecer uma alternativa: «Se concordar em retirar as aves para um santuário, a PETA cobrirá os custos e substitui-las-á por um fabuloso disfarce de águia que será certamente um êxito junto dos adeptos do Benfica".


O facto de as águias não estarem no seu habitat natural pode provocar-lhes "stress e frustração extremos". "Na natureza, estas aves magníficas percorrem vastos territórios, passam a maior parte do seu tempo acima das árvores, voam livremente e caçam em espaços amplos. Às que são usadas apenas para exibição é negada a oportunidade de se envolver no seu comportamento natural, o que leva a frustração e stress extremos.»



A ONG pede ao Benfica para se juntar "a outros clubes que mostram compaixão pelos animais, comprometendo-se a não usar animais vivos como mascotes". Para já, o clube ainda não respondeu a este pedido.


  • Partilha:

Artigos Recomendados
Top