Foram milhares os portugueses que alteraram o nome nos últimos 10 anos

PEDIDOS PARA MUDAR DE NOME PRÓPRIO OU ALTERAR APELIDOS ULTRAPASSARAM OS 8 MIL CASOS, NA ÚLTIMA DÉCADA


Alguma vez te passou pela cabeça, mudares de nome? Há muitos portugueses que o fazem e as razões são diversas.

Ou porque não se gosta, ou porque não se identifica ou porque simplesmente se quer mudar de nome. Qualquer um pode pedir alteração de nome próprio ou de apelido. Este pedido pode é ser ou não ser aceite pelo Instituto de Registos e Notariado.


Também é necessário pagar este processo. Antes de sabermos o que é que este pedido implica, importa relevar que nos últimos 10 anos, em Portugal, foram mais de oito mil os portugueses que submeteram pedidos para alterar o nome próprio ou apelidos, de acordo com uma publicação da CNN que cita o Jornal de Notícias.

Só, em 2021, foram mais de 1.200 pedidos, um número bem superior à média dos anos anteriores, segundo a mesma publicação.

É de realçar que este número de pedidos de alteração de nomes não inclui divórcios, casamentos e adoções.


O processo custa cerca de 200 euros e é preciso entregar uma justificação ao Instituto de Registos e Notariado (IRN). Para alterar o nome é necessário ir a uma Conservatória do Registo Civil e fazer um requerimento de alteração, preencher um formulário e entregar alguns documentos. Como dito, anteriormente, o pedido pode ser aceite ou não. O pedido é gratuito se a mudança de nome se integrar no processo de alteração de género.

As razões para os pedidos de alteração de nome variam, ou porque o nome é demasiado grande, ou porque não se identificam, ou porque não têm relação com a família e até porque simplesmente não gostam.


  • Partilha:

Top