La Casa de Papel… 9 curiosidades sobre a série espanhola

NÃO CONTÊM SPOILERS


A viciante série espanhola tem uma gigante legião de fãs, espalhada pelo mundo que, de respiração suspensa, viu e vê episódio atrás de episódio, sem conseguir parar!!

A 2ª temporada de La Casa de Papel foi um sucesso e, sem desvendar rigorosamente nada, aqui ficam 9 curiosidades sobre a série que apaixonou o mundo.



1 – ATRACO

É incontornável. Todos estamos a falar um bocadinho melhor castelhano e sobretudo a dominar uma razoável lista de vocabulário da língua dos nossos vizinhos espanhóis que, até a "La Casa de Papel", desconhecíamos. Distinguimos a poderosa palavra “atraco” = assalto.



2 – O NOME DA SÉRIE ERA PARA SER OUTRO

O primeiro título de "La Casa de Papel" foi “Los Desahuciados”, ou seja, "Os Desalojados", em português. Isto porque todos os membros da equipa, formada pelo “professor”, largaram as suas vidas para se dedicarem ao arrojado plano do mentor.



3 – O PAPEL USADO PARA AS NOTAS

Na série espanhola, são produzidas centenas e centenas de notas de euros. Sucede que não puderam usar as máquinas verdadeiras da “casa da moeda” espanhola nem tão pouco papel verdadeiro para notas.
Então, foram usadas as impressoras do jornal ABC de Espanha e papel de jornal a fingir de papel de notas.



4 – O CENÁRIO DE LA CASA DE PAPEL

O edifício real da “Casa da Moeda”, onde efetivamente se fabrica dinheiro em Madrid, não é o que é usado em La Casa de Papel. A conhecida fachada que “faz” de fábrica de dinheiro, na série, é a do Conselho Superior de Investigação Científica.



5 – NOMES DE CIDADES

Para terem total anonimato, em relação às autoridades, os assaltantes decidiram adotar nomes de cidades: Berlim, Tóquio, Denver, Nairobi, Helsínquia, Oslo, Moscovo, Rio. Para além destes nomes, também o bar, onde se desenrolam várias cenas, tem o nome de uma cidade. É o Bar Hanói. Chernobil e Valência são ainda nomes de “planos” acionados pelos assaltantes.



6 – AS VÁRIAS VERSÕES DO 1º EPISÓDIO


O primeiro episódio – considerado, por muitos fãs da série, como sendo o mais fraco de todos os episódios - teve mais de 50 versões até ser, finalmente, produzida e escolhida a que conhecemos na série. Diz-se que algumas destas versões nada tiveram que ver com a que foi para o ar.



7 – BELLA, CIAO

A canção italiana “Bella, Ciao” celebrizou-se com La Casa de Papel por ser cantada em momentos decisivos pelas personagens!
Bella Ciao foi um símbolo da resistência italiana contra o fascismo, durante a 2ª Guerra Mundial. Diz-se que terá surgido ainda no século 19 e que era cantada por mulheres, trabalhadoras sazonais, que se deslocavam das suas aldeias para trabalhar para no campo.




8 – O FADO EM PORTUGUÊS

O 5º episódio da 1ª temporada começa com um fado português, cantado por Piedade Fernandes. Chama-se “Fado Boémio” e serviu para sonorizar cenas de grande tensão.




9 – O RECRUTAMENTO DE TÓQUIO

No episódio inicial, a cena de recrutamento de Tóquio, que é relativamente rápida, levou 5 horas a ser filmada para que ficasse simplesmente perfeita.


Em 2019, chega a 3ª Temporada! Prepara-te bem para os próximos episódios de La Casa de Papel!

  • Partilha:

Top