Chegou a época dos saldos: como deixar de comprar por impulso

A ÉPOCA MAIS DESEJADA POR MUITOS JÁ CHEGOU. NÃO TE DEIXES INFLUENCIAR E NÃO CAIAS NAS COMPRAS POR IMPULSO

Jéssica Santos


Depois do Natal e da passagem de ano, o que é que aí vem? A época dos saldos, também conhecida por muitos como a época de compras por impulso. Será que precisas mesmo de mais um casaco no teu roupeiro? E aquelas botas, que tens debaixo de olho, estão mesmo a fazer-te falta?


Se uma das tuas resoluções para este ano é poupar - vê algumas dicas -, comprar por impulso é um dos hábitos que podes deixar em 2021.

E como é que se deixa de comprar por impulso? Não basta simplesmente deixar de comprar. Há passos a tomar, para te mentalizares que não precisas assim de tanta coisa para viver e ser feliz. Mais importante do que tudo: como é que deixar de comprar te deixa mais feliz? Terás menos coisas com que te preocupar, dinheiro extra para o que é realmente importante e menos coisas em tua casa, ou seja, menos tempo perdido a arrumar e uma mente mais limpa e sã.

Convencido? Vamos ao que tens de fazer para conseguires este resultado final, segundo o que reunimos de alguns sites.



  • Não te deixes manipular


À tua volta, és todos os dias influenciado a comprar mais e mais. Encontras anúncios - sob todas as formas - que te criam a necessidade de comprar, ao gerar a sensação de escassez, e deixam no ar aquele sentimento de “precisava disto na minha vida e nem sabia”. Há sempre mais e melhor à tua espera e tu, influenciado por essa realidade, vais comprar para ficares mais feliz. Desde gadjets, a roupa, até ao produto mais básico que tens na casa de banho.

Ao desmitificarmos esta realidade, mais dificilmente és manipulado. Nem sempre é fácil de resistir. Basta ires às redes sociais, ligares a televisão ou ires dar uma caminhada, que vais ser confrontado com anúncios. Podes mudar isso com algumas ferramentas do Google para bloquear anúncios, ou simplesmente ignorá-los. Não há muito que possas fazer, quando vivemos na era do digital.


  • Comprar também alivia o ambiente


É importante teres em mente que comprar não é uma coisa que apenas pesa na tua carteira. Também influencia o meio ambiente e a sociedade. Lembra-te que comprar por impulso pode contribuir para a devastação de florestas, extinção de espécies ou contaminação dos oceanos, entre outros.

Diana Ivanova, investigadora na área ambiental, concluiu, num estudo, que entre 60 a 80 por cento dos problemas do nosso planeta vêm do consumo doméstico. Ou seja, se mudarmos os nossos hábitos de consumo, também vamos mudar drasticamente a nossa pegada ambiental.

Sempre que comprares coisas que não te fazem realmente falta, estás a contribuir para esta problemática. Já para não falar na exploração do trabalho. Algumas indústrias ainda recorrem a mão-de-obra barata, em que muitos dos trabalhadores não têm condições de trabalho e são explorados.


  • Faz uma lista de compras


Fazer uma lista de compras é essencial para não haver desvios. E enganas-te se pensas que as listas de compras dizem apenas respeito aos supermercados. Até para comprar roupa, são uma grande ajuda. Faz-te refletir sobre o que realmente te faz falta e, assim, evitas compras por impulso.


  • Período de carência


Já ouviste falar sobre isto? Seja online ou presencial, “namora” os artigos que queres comprar. Nunca compres nada no momento, no imediato. Espera alguns dias, reflete, e depois de terminado o período de carência - estipulado por ti - pergunta-te se ainda vale a pena comprar. Lembrete: por muito boa que seja a promoção, só será um bom negócio se lhe deres uso ou se for uma necessidade.


  • Não subscrevas sites de compras online


Apaga todas as aplicações de marcas ou lojas que tenhas no telemóvel. Depois, todas as subscrições que tenhas em sites. Se cada vez que uma loja entra em promoções e recebes um aviso no teu email, isso vai incentivar-te a comprar.


  • Diz adeus ao cartão de crédito


Por último, e não menos importante, diz adeus de vez ao cartão de crédito, o grande impulsionador das compras por impulso. Se não tens dinheiro, simplesmente não compres.


Começa agora este desafio e vais ver que a tua carteira, a tua casa e o meio ambiente agradecem.


  • Partilha:

Top