Portugueses unem-se, mais uma vez, e ajudam criança que sofre de cancro raro

COM APENAS 10 ANOS, LEONOR ESTÁ A LUTAR PELA VIDA DEPOIS DE TER SIDO DIAGNOSTICADA COM UM SARCOMA, EM ABRIL DO ANO PASSADO

Madalena Costa


Solidários, unidos, valentes e sempre prontos para ajudar. São assim os portugueses!


Mais uma vez, o povo português mostrou que é muito solidário e respondeu a um pedido desesperado dos pais da Leonor, que tem um “cancro raro de difícil combate”.


Para uns pais, esta notícia é sempre muito difícil de gerir e, nestas situações, não há impossíveis nem “nãos” capazes de fazer baixar os braços. Tudo começou com uma dor na perna, que se veio a transformar num sarcoma, ou seja, um tumor maligno habitualmente encontrado nos ossos e nas partes moles do corpo.


Com apenas 10 anos, a vida da pequena Leonor está em risco e os pais estão desesperados para conseguir salvá-la. Por isso, os Bombeiros Sapadores de Lisboa, onde o pai de Leonor trabalha, criaram uma página de Instagram, onde contaram a história desta família, que, “em Portugal, esgotou todas as hipóteses” e, neste momento, “encontra-se em Espanha na esperança de um ‘tudo por tudo’”.



Neste momento, Leonor está no Hospital San Joan de Deu, especializado em oncologia pediátrica, em Barcelona, onde procura por um tratamento mais eficaz. Há dias, foi sujeita, mais uma vez, a uma “cirurgia que pretendeu ‘congelar’ o sarcoma”.


Entretanto, houve um revés na saúde da Leonor, que tem em falta uma proteína no sangue e que lhe causa um inchaço acrescido na perna. Nos últimos cinco dias, voltou a ser submetida a anestesias para os médicos avaliarem a situação.



Com este apelo de colegas de Bruno Santos, pai da Leonor, gerou-se uma enorme onda de solidariedade. Perante o apelo, muitas figuras públicas partilharam a história da Leonor nas suas redes sociais. Em menos de um dia, o número disponibilizado de MB Way que recolhia donativos atingiu o limite diário, sendo este um sinal de esperança para a luta da pequena Leonor.


O tratamento custa cerca de 40 mil euros e o dinheiro já angariado vai servir “para que os pais não precisem de dizer que ‘não conseguem mais’ lutar pela vida de Leonor”.


Neste momento, não existe um valor definido a alcançar, mas todos os donativos são bem-vindos. O próximo passo será uma reunião que os pais de Leonor vão ter com os médicos para se delinear os tratamentos que se seguem para tentar salvar a vida desta criança lutadora.


(Imagens: Instagram)


  • Partilha:

Top