Grupo de restauração que emprega pessoas com distúrbios mentais chega a Portugal

A MARCA DE CAFÉS FRANCESA JOYEUX TEM COMO MISSÃO EMPREGAR PESSOAS COM DISTÚRBIOS MENTAIS


A visita a um café-restaurante da Joyeux é uma experiência diferente e inclusiva.


Neste espaço, que está prestes a abrir em Portugal, os colaboradores são portadores de distúrbios mentais ou cognitivos, uma vez que a marca francesa tem como missão promover a inclusão destas pessoas no mercado de trabalho. É, sem dúvida, de aplaudir e de louvar!


O passo para a inclusão já foi dado e agora segue-se o da internacionalização da marca. É, por isso, que Portugal foi escolhido para ser o primeiro destino internacional a receber o Café Joyeux, sendo que já estão previstas as primeiras aberturas para Lisboa e Cascais durante este e o próximo ano, respetivamente.


“Feliz anúncio! Novo destino para a alegria! Enquanto os nossos Cafés Joyeux se preparam para belas aberturas nas nossas regiões francesas, é com grande orgulho que toda a equipa do Café Joyeux anuncia a chegada do conceito Joyeux servido com o coração em Lisboa!

Nos últimos dois anos, temos vindo a trabalhar em colaboração com uma equipa portuguesa incrível para tornar este projeto possível.

A inclusão de pessoas com deficiência é um assunto de todos, em França e além-fronteiras! Seja bem-vinda a equipa portuguesa e os futuros colaboradores Joyeux!”



O objetivo é que, até 2026, a marca Café Joyeux cresça e abra cinco a sete cafés-restaurantes no nosso país, empregando assim cerca de 100 pessoas com distúrbios mentais.


Os números não mentem e mostram que só no nosso país existem 600 mil pessoas portadores de deficiência, das quais 200 mil com distúrbios mentais e cognitivos, de acordo com um comunicado oficial da marca. São pessoas que, infelizmente, não têm oportunidades no mercado de trabalho e lutam por elas, tal como todas as outras.


Sabe-se, de acordo com o mesmo comunicado, que as empresas privadas, com mais de 10 colaboradores, empregam menos de 0,5% das pessoas com distúrbios mentais enquanto a administração pública oferece trabalho a menos de 2,3%.


São estes números que a marca Café Joyeux pretende combater.


Nascido em 2017, em Rennes, França, o primeiro café-restaurante solidário Joyeux tem como missão principal tornar a diferença visível e oferecer emprego a pessoas, maioritariamente com trissomia 21 ou autismo, que estão afastadas do mercado de trabalho.


É um conceito em que a diferença é o principal motor, uma vez que 100% dos lucros resultantes do negócio contribuem para a abertura de novos locais, tanto em França como, em breve, em Portugal.


  • Partilha:

Artigos Recomendados
Top