Grande prémio de F1 no Algarve sem distanciamento físico

O AUTÓDROMO DO ALGARVE TEVE AS BANCADAS CHEIAS DURANTE OS TREINOS DO GRANDE PRÉMIO DE FÓRMULA 1

Ana Margarida Oliveira


O Grande Prémio de Fórmula 1 voltou a Portugal e o público acorreu ao autódromo internacional do Algarve.

Disputa-se hoje, domingo, a prova do Mundial de F1 e, ontem, houve treinos e a pole position foi conquistada por Lewis Hamilton que às 13:10 parte em 1º lugar da grelha de partida.

Mas o que está a dar que falar nas redes sociais é o não cumprimento do distanciamento entre os espetadores, num momento em que os casos de Covid-19 aumentam em Portugal e as restrições impostas aos portugueses são mais apertadas com o objetivo de travar o contágio.



A DGS não vedou este espetáculo ao público, mas reduziu o número máximo de espetadores para 27.500 lugares. Graça Freitas informou também que "há um conjunto de regras que permitirá com segurança a realização deste Grande Prémio com público".

Acrescentou também que "estará mantida a distância, não estão permitidos os cruzamentos entre pessoas, as aglomerações entre pessoas, a higiene está garantida, a ventilação existe porque é ao ar livre, a utilização de máscaras é obrigatória."


No entanto, nas redes sociais, surgem imagens de bancadas cheias, onde os espectadores se aglomeram sem, aparentemente, respeitarem as normas de segurança.



Como a capacidade máxima do autódromo é de 90 mil lugares, os 27.500 espetadores têm tecnicamente espaço para se distanciarem uns dos outros.


  • Partilha:

Top