"Vitalina Varela": filme português distinguido por críticos dos EUA

“VITALINA VARELA” RECEBEU JÁ INÚMERAS DISTINÇÕES E VAI REPRESENTAR PORTUGAL NOS ÓSCARES

Jéssica Santos


Vitalina é uma mulher que, durante mais de 25 anos, esperou que o marido a fosse buscar à ilha de Santiago, Cabo Verde, e a levasse para Portugal.

A história foi ganhando outros contornos, e Vitalina chega a Portugal três dias depois do funeral do seu marido.


A história de Vitalina é contada pela própria, na primeira pessoa, no filme “Vitalina Varela”, do realizador português Pedro Costa. O filme foi votado o quarto melhor de língua estrangeira do ano pela Sociedade Nacional de Críticos de Cinema dos Estados Unidos.



O anúncio foi feito no sábado na conta de Twitter da organização.

“Vitalina Varela” somou 32 pontos, ficando atrás do filme romeno "Collective" (38 pontos), do brasileiro "Bacurau" (36 pontos) e do russo "Beanpole" (36 pontos).



O filme de Pedro Costa foi ainda o terceiro classificado na categoria de melhor cinematografia, com o diretor de fotografia Leonardo Simões.


Desde a sua estreia, em 2019, que “Vitalina Varela” tem somado vários prémios: Leopardo de Ouro e Leopardo de melhor interpretação feminina.
É também o candidato português ao Óscar de Melhor Filme Internacional. Vitalina fala por todas as mulheres cabo-verdianas que foram ficando à espera no seu país, esquecidas.


É sempre motivo de orgulho ver o trabalho português ser distinguido e apreciado, sobretudo por especialistas de cinema.

  • Partilha:

Top