A “estranha neve” que cobriu as montanhas entre o Minho e Trás-os-Montes

UM RARO FENÓMENO ACONTECEU SÁBADO NAS MONTANHAS ENTRE O MINHO E TRÁS-OS-MONTES

Ana Margarida Oliveira


Parecia mesmo neve, só que não era! As redes sociais encheram-se de publicações de todos aqueles que observaram este raro e estranho fenómeno nas montanhas que separam o Minho de Trás-os-Montes.


Trata-se de um “efeito meteorológico da elevação orográfica”. Quer isto dizer que esta situação ocorre quando o ar húmido, que chega do oceano Atlântico, se transforma em nuvens que se evaporam antes de alcançarem o topo das montanhas.

O efeito incrível é este!

Parecia que as serras de Alvão e do Marão estavam cobertas, em agosto, de muita neve, quando, na verdade, estavam cobertas, sim, mas de nuvens que pousavam literalmente em cima delas.

O cenário era lindíssimo e foi imediatamente parar às redes sociais.


Abre aqui e vê as várias imagens fascinantes destas montanhas, entre Trás-os-Montes e o Minho.



A página de Facebook Meteo Trás-os-Montes publicou o fenómeno e explicou que “de uma forma muito simples, o ar carregado de humidade vindo do Atlântico encontra a grande barreira montanhosa que separa Trás-os-Montes do Douro Litoral e Minho e é obrigado a subir, arrefece e condensa (forma nuvens/nevoeiro), chegado ao topo acontece o inverso, desce, aquece e as nuvens desaparecem, parece uma cascata que nunca chega ao fundo dos vales”.


Fenómenos verdadeiramente incríveis que a natureza nos dá!


  • Partilha:

Top