Amesterdão... nascem jardins ao pé de contentores de lixo

ESTES JARDINS NATURAIS TÊM COMO OBJETIVO EVITAR QUE AS PESSOAS COLOQUEM O LIXO FORA DOS CONTENTORES

Madalena Costa


O confinamento veio alterar a nossa vida e os nossos hábitos e se muitos começaram a cozinhar mais, outros passaram a encomendar mais refeições.


Este aumento das encomendas de comida e o medo de tocar nos contentores provocaram um aumento de lixo junto dos contentores, nas ruas de Amesterdão. E a solução para este problema foi verdadeiramente inovadora.


À volta dos caixotes de lixo estão a nascer pequenos jardins com o objetivo de fazer com que as pessoas deixem de colocar o lixo fora dos contentores.



Ao olhar para as cores vivas das flores e para a relva natural, espera-se que os habitantes fiquem mais consciencializados e comecem a colocar o lixo no seu lugar: dentro do contentor.


Quem o afirma é Rick Vermin, um funcionário da câmara municipal, que espera que a presença de flores funcione como “um apelo moral” e um “impulso à aparência das ruas de Amesterdão”.


“(...) O jardim piloto à volta de contentores vai estar em vários locais de Amesterdão. Estes residentes vão cuidar do jardim e a intenção é que todo o bairro coopere e mantenha o ambiente limpo” escreveu o funcionário, no Twitter.



Os pequenos jardins estão já espalhados por 17 locais de Amesterdão e prevê-se que fiquem pelas ruas durante três meses.

Esta ideia veio provar que é possível combater um problema, comum a vários países, de forma simples, criativa e de certa forma poética. As flores falam por si e nós só podemos desejar que esta ideia saia de Amesterdão para as ruas de vários outros países!


  • Partilha:

Top